terça-feira , 22 janeiro 2019
Últimas Notícias
Gripe suína preocupa a população

Gripe suína preocupa a população

A influenza suína (gripe suína) é uma doença respiratória dos porcos causada por um vírus de influenza do tipo A, que é motivo de surtos regulares em porcos. As pessoas, normalmente, não contraem a gripe suína, porém infecções em seres humanos podem acontecer e de fato acontecem. Estudos mostraram que os vírus da gripe suína podem se disseminar de pessoa para pessoa.

Onde Surgiu
Foram notificados os primeiros casos de infecção humana causada pela influenza suína A (H1N1) nos Estados Unidos, em 2009.

Sintomas
Os sintomas da gripe suína nos seres humanos são similares aos sintomas da influenza humana comum, e incluem febre, tosse, garganta inflamada, dores no corpo, dor de cabeça, calafrios e fadiga. Algumas pessoas relatam diarréia e vômitos associados à gripe suína. No passado, formas graves da doença (pneumonia e falência respiratória) e mortes foram relatadas com a infecção pela gripe suína em seres humanos. A exemplo da influenza sazonal, a gripe suína pode causar uma piora de doenças crônicas já existentes.

Transmissão
Acredita-se que a transmissão do vírus da gripe suína tipo A (H1N1) aconteça da mesma maneira pela qual se transmite a influenza sazonal. Os vírus da influenza se disseminam de pessoa para pessoa especialmente através de tosse ou espirros das pessoas infectadas. Algumas vezes, as pessoas podem se infectar tocando objetos que estão contaminados com os vírus da influenza e depois tocando sua boca ou seu nariz.

Como e quando é transmitida a doença?
As pessoas infectadas podem infectar outras a partir do primeiro dia antes do desenvolvimento dos sintomas e até sete dias ou mais depois de adoecer. Isso quer dizer que você pode transmitir o vírus para outra pessoa antes de saber que está doente, bem como depois de adoecer.

Quais locais que podem ser fontes de infecção?
Os germes podem ser transmitidos quando uma pessoa toca gotículas da respiração de outras pessoas ou uma superfície, como uma mesa, e então toca seus olhos, boca ou nariz sem lavar as mãos. Além das gotículas de tosse ou espirro de pessoas infectadas se movem pelo ar.

O vírus sobrevive fora do corpo?
Alguns vírus ou bactérias vivem por 2 a 8 horas em superfícies como mesas de cafeterias, maçanetas de portas e mesas de escritório. Lavar as mãos com freqüência ajuda reduzir as chances de se contaminar a partir dessas superfícies.

O que posso fazer para não ficar doente?
Não existe vacina para proteger contra a gripe suína. Existem ações cotidianas que podem ajudar a prevenir a disseminação dos germes que causam doenças respiratórias tais como a influenza:

– Cubra o nariz e a boca com um lenço de papel quando tossir ou espirrar, jogando o lenço no lixo após o uso.
– Lave as mãos com freqüência, usando água e sabão, especialmente após tossir ou espirrar. Produtos para desinfecção das mãos à base de álcool também são eficientes.
– Evite tocar seus olhos, nariz ou boca.
– Tente evitar contato próximo com pessoas doentes.
– Se contrair a influenza, é recomendável ficar em casa, evitar ir ao trabalho ou à escola. Evite contato com outras pessoas.

Posso pegar a gripe ingerindo ou preparando carne de porco?
Segundo especialistas não. Os vírus da influenza suína não se transmitem pela comida. Você não vai contrair a gripe ingerindo carne de porco ou seus derivados. É seguro consumir carne de porco e seus derivados, desde que adequadamente manuseados e cozidos.

Sinais de alerta em crianças que necessitam de urgência:

– Respiração acelerada ou difícil;
– Coloração azulada da pele;
– Não ingerir líquidos em quantidade suficiente;
– Não acordar ou não interagir;
– Estar tão irritada que não quer ser carregada ao colo;
– Sintomas similares aos da influenza melhoram, porém retornam com febre e piora da tosse;
– Febre com manchas vermelhas
Sinais de alerta em adulto que exigem urgência:
– Dificuldade em respirar ou falta de ar;
– Dor ou pressão no peito ou no abdômen;
– Tontura repentina;
– Confusão mental;
– Vômitos intensos ou persistentes.

Ação do poder público
Crianças de seis meses a menores de cinco anos e pessoas com 60 anos ou mais já podem procurar a unidade de saúde para tomar a vacina contra a gripe. Além destes, as gestantes, puérperas (fase pós-parto) e profissionais da saúde também devem procurar a Unidade mais próxima.

Segundo a Secretaria de Saúde da Serra, a campanha de vacinação acontece do dia 18 de abril a 2 de maio, com meta de imunizar 90 mil pessoas no município da Serra. As unidades de saúde da Serra atenderão de segunda a sexta-feira, das 07h às 17h.

A Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa) recebeu, de janeiro a abril, 17 notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave. Sendo que 17 casos de H1N1 foram confirmados por exames laboratoriais. As informações são divulgadas semanalmente.

Fontes: Sites da Prefeitura da Serra, Secretaria de Saúde e Ministério da Saúde.

Vereador da Serra se preocupa com o aumento da demanda na Saúde da Serra, causados pelo Aedes Egipty, Zica, Chicungunha e a Febre Suína

Preocupado com a superlotação nos hospitais da Serra, com o aumento da demanda nas unidades básicas de saúde e com a falta de leitos nas maternidades, provocado pelo cancelamento de mais de 20 mil planos de saúde, com a migração de mais de 2.500 pessoas por ano para Serra e com as doenças causadas pela Dengue e por último a A H1N1, é o que fez o vereador Raul Cezar Nunes, forma equipe de saúde para auxiliar e orientar população a conseguir atendimento médico.

Segundo o vereador, além de se sensibilizar com o sofrimento do seu próximo, a falta de emprego preocupa muitos administradores públicos. “Estarei disponibilizando 50% das ações do gabinete com atenção à Saúde este ano. Tenho vasta experiência acumulada durante estes 6 mandatos de vereador, quem me conhece sabe que tenho responsabilidade, por isso também, consegui reunir amigos, profissionais de vários segmentos, e em especial, na área de saúde, que me alertaram sobre essa necessidade e nos ajudarão a orientar e ajudar a população a ter o mínimo de atendimento à saúde. Maiores informações podem ser adquiridas no nosso gabinete.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*